Dublin

Passamos um final de semana prolongado na Irlanda no final de agosto para aproveitarmos o feriado que tinha no final do mês. Em um dos dias fizemos uma day trip para Irlanda do Norte (Giant’s Causeway). Claro que não deu tempo de visitar tudo em Dublin, mas conseguimos passar pelos principais pontos turísticos da cidade.

DSC08383

Chegamos em Dublin no sábado de manhãzinha e pegamos o ônibus Airlink que liga o aeroporto até vários pontos no centro da cidade. Pagamos €10 (ida e volta) e o bilhete pode ser adquirido online ou na máquina do ponto de ônibus que fica no aeroporto, que foi onde eu comprei. Esse ônibus passa praticamente a cada 15 minutos, então é bem fácil e prático pegá-lo para ir e voltar do aeroporto. Você pode encontrar os horários do ônibus aqui nesse link.

20150831_140308

Depois de 30 minutos no ônibus paramos no ponto “Talbot Street and Central Bus Station” que é pertinho do albergue Jacobs Inn e fomos deixar nossas mochilas. Como não tinha dado o horário para o check-in nós alugamos um armário no térreo para deixarmos nossas coisas (depósito de €10, porém o valor era de €1/dia – eles devolvem o depósito quando você devolve a chave do armário).

O albergue foi o melhor custo x benefício que achei quando estava procurando hospedagem na cidade. Fechei meio em cima da hora e por isso não consegui achar promoção em nenhum outro lugar. Apartamentos e quartos pelo Airbnb também estavam caros…. para falar a verdade, achei a cidade bem carinha, eu esperava que ela fosse um pouco mais em conta. Mas enfim… ficamos num quarto com 4 camas e banheiro. Os quartos não possuíam armários com chave (caso quisesse guardar algo e trancar, tinha que colocar no armário pago que ficava no térreo) e tinham poucas tomadas. Fora isso achei ok. Já fiquei em albergues melhores, mas como era só para dormir, não queria gastar muito dinheiro, então foi um bom custo x benefício. O valor ainda incluía café da manhã com pão, leite, suco, manteiga e geléia. Os atendentes eram bem simpáticos e tinham várias programações no final da noite para os hóspedes.

20150831_090727 20150831_084552

Assim que deixamos nossas mochilas fomos andar um pouco pela cidade. Passamos pela Talbot Street, The Spire, atravessamos o rio Liffey e fomos em direção a Christ Church e St Patrick’s Cathedral. Isso porque faríamos um walking tour a tarde e sabíamos que não daria tempo de entrarmos na catedral, então já aproveitamos para conhecê-la.

Optamos por não entrar na Chist Church, a mais antiga catedral de Dublin, mas ela é linda por fora e por dentro (demos só uma espiadinha). Ela é  localizada no centro da cidade e foi fundada em 1038 pelos vikings e restaurada na década de 1870.

DSC08357 DSC08360

DSC08373 DSC08380

Nos dirigimos então para a St Patrick’s Cathedral e pagamos €6/pessoa para entrarmos nela. Acredita-se que St Patrick teria batizado os convertidos ao cristianismo num poço que existiu no parque que fica ao lado da catedral. Por causa da associação com St Patrick, a igreja estebeleceu-se naquele local desde o século V. A igreja é bem bonita e acho que vale a pena a visita.

DSC08393 DSC08412

 

 

 

 

DSC08407

DSC08457 DSC08473 DSC08418DSC08423 DSC08476

Fomos então em direção ao centro e como ainda tínhamos um tempinho, passamos no jardim do Castelo de Dublin e andamos na região de Temple Bar. Gente, confesso que eu achava que Temple Bar era um bar/pub em Dublin :p Pois é… não é um bar, é uma área que possui ruas apenas para pedestres e é lotada de bares e restaurantes. Fica super agitada durante a tarde/noite. Existe um bar sim chamado The Temple Bar nessa área. O dono foi bem espertinho e abriu esse bar com esse nome e muitos turistas que vão para lá acabam indo no bar, pois assim como eu, eles acham que a fama é do bar e não da área.

DSC08503 DSC09252

DSC09249 DSC09258

Bom… depois de andarmos e explorarmos um pouco a cidade fomos almoçar num pub ali na Dame Street. Ficamos naquela área, pois o ponto de encontro do walking tour era ali no City Hall que fica na própria Dame Street. O tour começou às 14h e teve duração de 3 horas. Dica: leve guarda-chuva ou capa, pois o tempo de Dublin é totalmente imprevisível. Pode fazer sol, chuva, vento, calor ou esfriar em uma hora. Sim… pode acontecer tudo isso dentro de 60 minutos!

O walking tour que fizemos foi pela Sandemans e foi ótimo. A guia era super animada e explicou bastante coisa sobre a cidade durante as quase 3h de tour.

DSC08510

DSC08505

Depois disso fomos a pé para o Guinness Storehouse que foi uma instalação de fermentação de 1904 a 1988 e agora é um prédio dedicado a história da fabricação da tão famosa cerveja. Compramos os tickets na bilheteria mesmo (mas caso você compre pela internet, tem um desconto de 10%) e incluía um pint de Guinness no final do tour. Confesso que não bebo cerveja e não estava muito empolgada com esse tour, mas fiquei muito surpresa com a estrutura do local. Achei muito legal e moderno, com várias informações e áreas interativas sobre o processo de fabricação da cerveja e história da Guinness.

DSC08517 DSC08518

DSC08549

DSC08567 DSC08582

 

 

 

 

DSC08595 DSC08597

 

 

 

 

DSC08657

DSC08658 DSC08715

 

 

 

 

DSC08694 DSC08668

 

 

 

 

DSC08701 DSC08706

DSC08737 DSC08733

 

 

 

 

No térreo eles falam um pouco dos ingredientes da cerveja e no primeiro andar da sua fabricação e transporte. No segundo andar você aprende a degustar a Guinness passando por salas onde os funcionários explicam como beber e apreciar a cerveja de modo “correto”. O terceiro andar é voltado para a publicidade da bebida e no quarto andar tem o Guinness Academy, local onde você pode praticar a tirar a cerveja. No último andar tem restaurantes e o Gravity Bar que possui vista 360º da cidade e onde você pode beber o pint que está incluso no seu ingresso.

DSC08744 DSC08749

 

 

 

 

DSC08766

Pegamos um Uber até o centro, pois não aguentávamos mais andar (a corrida deu €10.26) e fomos jantar numa lanchonete na Dame Street, pois o Taste of Brazil que queríamos ir estava lotado.

No domingo fizemos o tour para o Giant’s Causeway na Irlanda do Norte e quando voltamos jantamos finalmente no Taste of Brazil que fica na Parliament St. Achei o restaurante ÓTIMO!!! Atendimento excelente (nosso garçom foi o Thiago), bem no centro e comida MUITO boa!!! A feijoada estava divina e confesso que não comia uma feijoada tão boa há tempos! Não encontrei um restaurante brasileiro tão bom em Londres como esse.

DSC09261 20150830_202348

O nosso vôo na segunda era a tarde, então acordamos cedo e fomos direto para o Trinity College. Eles possuem tours guiados pelos próprios alunos (preço em ago15 €13/pessoa incluindo ingresso para a Old Library) e você pode comprar o ingresso no local. Tem placas com informações sobre os horários dos tours e próximo aos horários sempre tem estudantes por ali chamando mais gente para participar.

Não tínhamos muito tempo, então optamos por visitar apenas o Biblioteca com o Book of Kells, que é um dos livros mais importantes da idade medieval e que contém os quatro evangelhos da vida de Jesus Cristo ricamente decorados com ilustrações do século 9. O ingresso custou €10/pessoa.

Saindo de lá fomos almoçar no Taste of Brazil de novo e já pegamos o ônibus para irmos para o aeroporto.

DSC09240

DSC09220 DSC09216 DSC09215 DSC09204

DSC09158 DSC09147 DSC09140

 

 

 

Anúncios

7 respostas em “Dublin

  1. Parabéns !!!!! Suas dicas sem maravilhosas !!! Irei passar 3 dias em Dublin fev/2016…já anotei todas as dicas no meu roteiro de viagem. Obrigado !!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s