Esquiando pela Primeira Vez

Em fevereiro fui esquiar pela primeira vez e tive muita dificuldade em achar informações, pois não sabia nem o que tinha que procurar, já que não tinha ideia do que era preciso para essa viagem.

Continuar lendo

Anúncios

The Wonders of Snæfellsnes

Em nossa segunda visita a Islândia e no penúltimo dia no país, decidimos fazer o tour The Wonders of Snæfellsnes com a empresa Reykjavik Excursions que é uma das maiores (se não for a maior) de lá. Estava evitando ela, pois sei que eles trabalham com grupos e ônibus grandes, o que não me agrada muito, mas era a única que tinha esse tour no dia que eu queria.


Continuar lendo

South Coast

Em nossa segunda viagem à Islândia decidimos fazer o tour South Coast, porém sem a parte do Glaciar que já tínhamos visitado em outubro. Fechamos com a mesma empresa que tínhamos utilizado anteriormente, a Geoiceland e novamente gostamos muito.

Continuar lendo

Golden Circle + Aurora Boreal

Contratamos a empresa Geoiceland para o famoso tour Golden Circle. Fechei com eles através do próprio site da empresa e eles me mandaram um email de confirmação super detalhado com todas as informações. Encontrei essa empresa no Tripadvisor e vi que possuíam resenhas muito boas.

Continuar lendo

Dia 5 – Hvar

Queríamos ir para Bol, porém como não era alta temporada, os barcos que faziam esse passeios eram limitados para apenas alguns dias da semana. Decidimos então alugarmos um carro e passearmos pelas praias em Hvar mesmo.

Alugamos o carro mais simples na Pelegrino novamente (mesmo lugar que alugamos o barquinho no dia anterior), pagamos 300 kunas pelo dia e no final do dia abastacemos em torno de 55 kunas de combustível. O aluguel foi feito pela Pelegrino, pois eles colocam carros de outras agências para alugar. Retiramos o carro na agência Sun City que fica perto do terminal de ônibus – era o lugar mais em conta que achamos.

DSC_(2492)

DSC_(2489)

 

Continuar lendo

Dia 4 – Hvar

No dia seguinte decidimos alugar um barquinho bem simples para irmos até Pakleni Islands. São diversas ilhas e praias próximas uma das outras. Como nosso barquinho não era nada potente, decidimos ir em apenas algumas praias mais próximas. Não é necessária nenhuma autorização ou licença para alugar esses barquinhos. Claro que se você quiser um mais potente, precisará apresentar sua carteira de habilitação.

Pagamos 350 kunas para ficarmos com ele praticamente o dia todo – já incluía combustível. Alugamos o barco na agência Pelegrini que fica na Riva. O dono do barco nos deu as instruções básicas e um mapa das ilhas.

DSC_(2077)

 

Continuar lendo

Dia 3 – Munique

O terceiro dia na cidade foi bem tranquilo, mas andamos bastante. Apesar da cidade não ser tão pequena, se você estiver acostumado a andar bastante, consegue fazer várias coisas a pé. Fomos ao English Garten pela manhã. Estava frio, mas ensolarado, portanto seguimos para o parque. É um dos maiores parques urbanos do mundo e em outras épocas, com um calorzinho, o beer garden de lá fica lotado.

Perto do Chinese Tower também tinha um Mercado de Natal, porém bem pequeno. Estava cheio de crianças pequenas em excursões para aproveitar aquela sexta ao ar livre. O parque é lindo e você consegue passar o dia lá.

20131213_112537_Richtone(HDR)

DSC_0989 DSC_0996

DSC_0969

Atravessamos o parque e fomos para a Leopoldstrasse, avenida com restaurantes, cafés e lojas. Andamos por lá voltando em direção ao centro (saímos do centro e atravessamos o parque, porém na volta ao invés de voltarmos pelo parque novamente, decidimos voltar por essa avenida). Passamos pela escultura do Walking Man e pelo Siegestor, arco triunfal com uma estátua no topo.

DSC_1001 DSC_1008

DSC_1005

Paramos para almoçar no Mercado de Natal Medieval que tínhamos visitado no dia anterior e que comentei no outro post. Estava bem vazio por causa do horário e por ser dia de semana. Comi um pão sírio com frango, curry e sour cream que vinha numa cumbuca (deixei um valor como depósito e depois que devolvi a cumbuca, eles devolveram o dinheiro). Já o Klaus comeu um espeto grande com carne de porco enrolado com pão.

DSC_1030 DSC_1031

DSC_1018

DSC_1021

Logo depois nos dirigimos para o Deutsches Museum (custo € 8,50/pessoa e não aceita cartão), um dos mais antigos museus de ciência e tecnologia do mundo. Ficamos umas boas horas por lá até fechar, quando nos dirigimos para o centro novamente para andarmos mais.

DSC_0065

DSC_0008 DSC_0051

DSC_0041 DSC_0053

20131213_153945

Aproveitamos para passar na estação de metrô Karlsplatz, pois conhecemos um austríaco no albergue no dia anterior que nos contou que estava em Munique para compras de final de ano, então aproveitei para perguntar onde tinha um supermercado legal na cidade para que eu pudesse comprar bolachas e chocolates típicos da Alemanha. Ele me aconselhou então ir até Karlsplatz e descer as escadas, como quem vai em direção ao metrô. Ali embaixo tem muitas lojas, restaurantes e uma loja de departamento super legal, onde tem um supermecado bacana onde encontrei bastante coisas em promoção. Adorei, pois até então só tinha encontrado supermercado simples no bairro do albergue.

20131213_100221 20131213_094601

20131213_094120

Bonfire Night 2013

Remember, remember the fifth of November…..

Todo dia 05/11 é celebrado o Bonfire Night com fogos de artifício e fogueiras (e também em dias próximos quando dia cinco cai durante a semana). Essa tradição britânica é por causa da Conspiração da Pólvora em 1605, quando o católico Guy Fawkes tentou explodir o Parlamento e matar o Rei James I. Seu plano falhou, já que ele foi capturado e por esse motivo, esse dia é tão comemorado até hoje.

Existem diversos lugares pela cidade para assistir aos fogos de artifício. Em lugares mais tradicionais também pode-se ver bonecos queimados nas fogueiras, simbolizando Guy Fawkes.

DSC_0571

 

 

20131102_145547_Richtone(HDR) 20131102_145252_Richtone(HDR)

 

 

 

 

 

 

 

DSC_0569

Escolhi o Alexandra Palace para ir esse ano. Eles pararam com a comemoração por quatro anos e voltaram com um evento grande com German Bier Festival, barraquinhas de comida, pista de patinação, além do esperado espetáculo da queima de fogos que se pode assistir do parque ou de um terraço no palace. Como comprei o ingresso com antecedência paguei £ 6.00 para entrar no parque, mas o preço subiu próximo a data do evento (£ 10.00).

DSC_0619 DSC_0614

DSC_0801 DSC_0805

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Confesso que esperava mais do evento e achei um pouco desorganizado. Acredito que ano que vem esteja melhor, pois como comentei, esse foi o “retorno” do evento.

De qualquer forma, Alexandra Palace é um local que merece ser visitado, pois tem uma vista panorâmica de Londres e também ocorrem vários eventos por lá. É um pouco distante do centro, mas você pode pegar um trem de King’s Cross St Pancras até a estação Alexandra Palace (zona 3).

DSC_0568

Esse evento ocorreu no sábado (dia 02) e lá de cima pude ver outros lugares na cidade (a maioria gratuitos) com fogos de artifício. No próprio dia 05 também ocorreram várias comemorações pela cidade. Próximo a data você pode conferir a lista de locais em sites como o Time Out, por exemplo.

Parque das Aves

Fui ao Parque das Aves e gostei bastante do passeio. As aves são bem cuidadas, o local é organizado, limpo e com funcionários super atenciosos. Realmente tive uma boa impressão de lá. O valor para entrar é de R$ 20,00/pessoa e passamos entre 1h e 1,5h lá dentro.

DSC_0455

Você segue um percurso e observa as diversas aves do parque. Em alguns lugares você pode entrar na gaiola com as borboletas e aves como araras e tucanos, por exemplo. É uma experiência muito boa, pois os tucanos são super amigáveis e curiosos e já as araras começam a brincar e dar rasante nos turistas (como na foto abaixo).

DSC_0524 DSC_0501

DSC_0472

No final você consegue segurar uma arara e tirar fotos antes de passar na lojinha que se encontra na saída.

DSC_0531