Roteiro em Sardenha

Voltei APAIXONADA por Sardenha e já planejando em voltar para lá. Sou MEIO enjoada para praia, pois não curto muito praia cheia, praia com estrutura, praia com onda e com mar mais escuro. Eu já tinha amado as praias do Algarve com água clara, falésias lindíssimas e praias praticamente desertas e sem estrutura, mas me surpreendi positivamente e A-M-E-I Sardenha. Há tempos já vinha planejando essa viagem e na terceira semana de Junho de 2017 ela saiu do papel \o/

Continuar lendo

Hospedagem em Sevilha e Algarve

Planejamos uma viagem para Sevilha e Algarve na terceira semana de setembro, já que não era mais alta temporada e ainda estava calor. Adorei viajar nessa época, pois ainda pegamos um tempo muito bom, os preços não estavam altos e os locais bem mais vazios.

Continuar lendo

Hospedagem em Lisboa

Alugamos um apartamento através do Airbnb, que sou super fã, e mais uma vez deu tudo mega certo e não me arrependi nenhum pouco. Alugamos o apartamento do Isaac – Large sunny flat in central Lisbon, que ficava pertinho da estação Anjos de metrô. Não fica naquele centrão, mas o acesso para tudo é super fácil. O famoso bonde 28 passa na rua ao lado e o metrô fica a 2 minutos de caminhada do local.

DSC05339

Continuar lendo

Cotswolds (Bourton-on-the-Water, Stratford-upon-Avon, Tewkesbury)

Agora em dezembro fomos novamente para Cotswolds (já fomos uma outra vez no inverno onde falo nesse post aqui, uma vez na primavera e outra no outono). As cidades ficam muito diferentes em cada estação, mas infelizmente dessa vez São Pedro não ajudou muito, já que o solzinho não quis aparecer.

20150215_144322_Richtone(HDR)

Continuar lendo

Hospedagens no Leste Europeu

Como estávamos em 04 pessoas (02 casais) e meus amigos vieram do Brasil para viajarmos e passarmos um tempo juntos, acabei optando por alugar apartamentos em todas as cidades. Assim conseguíamos ficar mais tempo juntos, além de ficarmos mais a vontade num flat “nosso”. Na minha opinião a decisão foi super acertada, pois amei ter ficado mais tempo com eles e tínhamos mais liberdade num apartamento maior, ao invés de ficarmos separados e apenas num quarto apertado de hotel.

Posso dizer que o apartamento de Budapeste foi um dos melhores (se não o melhor) apartamento que já aluguei! Isso porque a Gabriella (dona do apartamento) é uma fofa e me ajudou pacas! Respondeu prontamente todos os meus mil emails com as mais variadas dúvidas, me mandou dicas da cidade, nos recebeu com sua simpatia no primeiro dia, e de além de tudo isso foi conosco até a bilheteria da MAV Elvira comprar os bilhetes de trem (Budapeste – Viena)! Eu recomendo 100% esse apartamento para até 05 ou 06 pessoas.

DSC00565

Continuar lendo

Hospedagens na Croácia

Nossas hospedagens na Croácia não poderiam ter sido melhores. Simplesmente adoramos todos os lugares que ficamos! Colocarei os detalhes de cada um nesse post 🙂

  • Zagreb

Nome: Hostel Shappy
Tipo de hospedagem:
 Albergue
Tipo de quarto que ficamos:
quarto duplo com banheiro privativo
Localização:
Perto da popular praça Trg Petra Preradovica, também conhecida como Flower Square. Há diversos restaurantes e bares com suas mesas do lado de fora e também diversas lojas na região.
Pontos fortes:
Localização excelente, atendimento muito bom, albergue bem cuidado e limpo, garagem com portão de segurança com senha sem custo adicional, e ainda ganhamos um upgrade, já que o albergue não estava cheio (fechamos um quarto twin com banheiro privativo do lado de fora do quarto e acabamos pernoitando em um quarto com cama de casal com banheiro dentro do quarto). Além disso, eles ofereceram toalhas.
Itens a serem melhorados:
Só achei um pouco difícil encontrar por causa da sinalização, mas não chega a ser um ponto negativo.

DSC_(13)

DSC_(14) DSC_(9) DSC_(5)

  DSC_(7)

DSC_(15)

Em frente do albergue

  • Zadar

Nome: Boutique Hostel Forum
Tipo de hospedagem:
 Albergue
Tipo de quarto que ficamos:
 quarto misto com 04 camas (banheiro e chuveiro dentro do quarto)
Localização:
 Em frente a igreja Sv Donat. Possui vários restaurantes e bares na praça em frente e estacionamento público (pago, exceto aos domingos) a poucos metros de distância na Liburnska obala. As camas ficam em pods  com janelas e os pertences podem ser guardados em gavetões trancados em baixo da cama.
Pontos fortes:
 Localização excelente num calçadão, atendimento muito bom, albergue bem cuidado e limpo, restaurantes próximos, e deixaram na porta do quarto um café da manhã take-away para nós como cortesia. Também ofereceram toalhas sem custo.
Itens a serem melhorados:
 Se você tem sono leve e ficar num quarto de frente para a praça, o barulho dos sinos poderão incomodar. Além disso, também se escuta um pouco do barulho de quem passa no corredor.

 

DSC_(1377) DSC_(1376)

DSC_(1383)

Em frente do albergue

 

 

  • Hvar

Nome: Dorina Hvar
Tipo de hospedagem:
 Apartamento
Localização:
 Perto do terminal de ônibus e há 05 minutos andando da Riva. Restaurantes, supermercado e locadoras de veículos próximos do apartamento.
Pontos fortes:
 Localização boa, Dalia é muito atenciosa e sempre procurando ajudar, lugar calmo e silencioso. Além disso, foram nos buscar no porto e nos levaram para o apartamento.
Itens a serem melhorados:
 O apartamento fica um pouco abafado depois do banho, pois tem pouca janela, mas nada que tenha atrapalhado. Deixávamos a porta um tempo aberta a noite. DSC_(1708) DSC_(1717) DSC_(1711)               DSC_(1719)

  • Dubrovnik

Nome: Galileo
Tipo de hospedagem:
 Apartamento
Localização:
 Na praça Gundulićeva poljana, com restaurantes na porta e feira de manhã. Apartamento bem central na cidade. Excelente!
Pontos fortes:
 A localizaçao não poderia ser melhor! E a Blanka é uma fofa que nos recebeu muito bem com licor e apfelstrudel que ela mesma tinha feito para nós. Além disso, ela já deixa mapas e guias separados para os hóspedes e explica e dá dicas sobre a cidade. O apartamento tem até máquina de lavar roupa.
Itens a serem melhorados:
 Não há elevador no prédio, mas são poucas escadas. O aquecedor de água é pequeno, portanto não é possível que duas pessoas tomem banho uma seguida da outra. É preciso esperar um tempo entre os banhos.

 

DSC_(2563) DSC_(2561)

DSC_(2565) DSC_(2566)

DSC_(2653)

Em frente ao apartamento

 

 

 

 

 

 

 

Como eu já comentei, adoramos TODAS as nossas hospedagens e não mudaríamos nada. Com certeza se voltarmos à essas cidades, repetiremos os locais!

Dia 1 – Tunis

Como Londres tem um feriado grande (total de 4 dias) em Abril, decidimos ir para Tunísia. Como não tínhamos muito tempo, focamos em Tunis, Sidi Bou Said, Cartago e El Jem. Procurei na internet e os blogs que me ajudaram MUITO foram esses: Dicas e Relatos de Viagens e Joe’s Trippin (em inglês).

DSC_0100

Chegamos ao aeroporto de Tunis e já fomos trocar dinheiro para a moeda de lá. Isso porque não é permitida a comercialização da moeda deles TND (Tunisian Dinar) fora do país. Portanto, chegando lá, procuramos uma casa de câmbio e trocamos a moeda. Um ponto importante: guarde o recibo de compra da moeda, pois caso sobre dinheiro no fim da viagem, você pode ir a mesma casa de câmbio e trocar por dólar ou euro.

Obs: O máximo que consegui sacar no caixa eletrônico foi 200 TND. E a moeda de lá é um pouco confusa no começo, pois eles têm uma moeda de 100 que vale 0,10 TND e a moeda de 1/2 vale 0,50 TND. Os ingressos e contas vem com um número grande, porque é tudo multiplicado por 1.000. Então um ingresso que custa 10.000, na verdade são 10 TND.

Com dinheiro em mãos, fomos a procura de um táxi. Logo que desembarcamos já fomos abordados por vários taxistas, mas nos dirigimos para fora do aeroporto a procura de uma empresa de táxi. Enfim…. acho que é tudo igual, eles não ligam o taxímetro e me cobraram 30 TND (depois leia o último post que conto quanto é o valor verdadeiro com o taxímetro ligado).

Ficamos hospedados no Hotel Tiba que falo que nesse post. Deixamos nossas mochilas e saímos para dar uma volta. O hotel era muito próximo da Avenida Habib Bourguiba (uma das principais da cidade) que leva a Medina. Então passamos pela Catedral, que fica em frente a Praça da Independência e chegamos à Medina.

DSC_0147

Um fato curioso… muitas partes no meio da avenida (canteiros centrais e alguns outros pontos) estavam cercados por arame farpado. Quando perguntamos aos locais o porquê desse fato, eles nos lembraram que a Tunísia foi o berço da Primavera Árabe que deu início no final de 2010. Essa foi uma época revolucionária de manifestações e protestos que acabaram por derrubar muitos líderes naquele período. Há pouco tempo eles adotaram uma nova Constituição e um governo mais democrático. Porém, até hoje acontecem manifestações e para tentar diminuir esses movimentos, eles colocam os arames farpados a fim de deixar o espaço menor para aglomeração.

Outro ponto que nos chamou a atenção é que as pessoas atravessam as ruas como se não houvessem carros. Elas vão passando no meio dos carros, andando no meio da rua movimentada, etc. Morria de medo ao atravessar um cruzamento.

DSC_0007

Mas voltando ao nosso passeio, seguimos nessa avenida passando por muitos restaurantes/bares com mesinhas na calçada até chegarmos no Bab el Bahr ou também conhecida como Porte de France, um arco que era o portão de entrada para a Medina até a muralha ao seu redor ser destruída pelos franceses para criar a Place de la Victoire.

DSC_0024

 

DSC_0130

Exploramos as várias ruas da Medina (apenas para pedestres) admirando cada lojinha de souvenir, comida, lustres, roupas, sapatos, etc. Também fomos abordados inúmeras vezes por pessoas locais oferecendo ajuda e dizendo que tinham um lugar imperdível para nos indicar…. todos eles nos indicavam o mesmo lugar que diziam ter uma vista bonita a partir de um terraço e na ida (ou volta) passariam numa lojinha………… Fugimos de todas as ofertas, pois nos pareceu muito “tourist trap”. Além disso, cuidado ao comprar algo. Confira sempre o troco certinho, pois eles dão troco errado para ficarem com mais dinheiro.

DSC_0043

DSC_0041 DSC_0115

 

 

 

 

DSC_0105

Passamos por algumas mesquitas (não entramos, pois tentamos em duas e era proibida a entrada de não muçulmanos) e chegamos na Praça do Governo. Uma praça muito bonita e ampla com um monumento no meio da praça. Ali do lado passamos também pelo Ministério das Finanças.

DSC_0053 DSC_0098

 

 

 

 

DSC_0067

Praça do Governo

DSC_0088

Ministério das Finanças

Depois paramos para jantar num restaurante na própria Avenida Habib Bourguiba, mas me arrependi de ter sentado dentro do restaurante, pois é permitido fumar em ambientes fechados. Jantei no restaurante Le Parnasse e ao lado descobri uma doceria deles também. AMEI a doceria!!! Comi todo dia uma tortinha de morango muito boa por menos de £1.00!! Nem preciso falar que fiquei mega feliz, né?

Voltamos para o hotel, pois já era tarde e queríamos acordar cedinho no dia seguinte.

 

Hospedagem em Tunis – Hotel Tiba

Tinha visto resenhas boas no Booking.com sobre o Hotel Tiba e depois também vi em um blog que consultei que o hotel era bom mesmo. Não é um hotel 5 estrelas, claro, mas realmente achei um ótimo custo x benefício para um hotel 2/3 estrelas.

DSC_0001

 

DSC_0003

 

Preço bom, limpinho, reformado, café da manhã honesto (vi uns comentários negativos, mas tomamos café por volta das 08h e estava ótimo), staffs ok (não falam tão bem inglês, mas sempre tentam ajudar) e localização ótima. Na esquina você já encontrará vários restaurantes e cafés, supermercado perto, e ainda por cima a uns 5 minutos andando da Medina. Fica quase na esquina de uma das principais avenidas na cidade, Av. Habib Bourguiba, que leva a estação do TGM. De um lado da avenida fica a estação do TGM e do outro fica a Medina. Estações de trem, ônibus e tram também ficam muito próximos do hotel, a alguns minutos de caminhada.

20140420_075204

Só achei o wifi do hotel super lento em determinados horários e o quarto não tinha ar condicionado. Essas coisas não nos afetaram, já que não estava um calor insuportável e ficamos apenas algumas noites.

Uma coisa que adorei é que na avenida principal, a pouquíssimos metros do hotel, tinha uma patisserie chamada Le Parnasse que vendia doces maravilhosos e baratos! Todo dia eu passava lá para comprar tortinha de morango 🙂

Hospedagem em Berlim – The Circus Hostel

Passamos 03 dias em Berlim e optamos pelo albergue The Circus localizado em Mitte. Ele possui excelente localização com metrô na porta (literalmente),  a uma distância de 02 estações de Alexanderplatz e próximo a pontos turísticos, restaurantes/bares nos arredores, bar/lanchonete no térreo, wifi gratuito, além de ter boa estrutura e facilidades. Você também pode optar ficar no hotel ou alugar apartamento da mesma rede na mesma região.

DSC_0012

DSC_0009

Uma das coisas que me fez também reservar quarto nesse albergue foi a quantidade de informações no site deles. Não tive que procurar em lugar nenhum sobre como chegar do aeroporto de Schönefeld até ele, pois tem até um videozinho explicando TUDO! Veja o site.

Saindo do desembarque, siga as placas de “S” de S-Bahn. Você terá que percorrer por uma passarela coberta até chegar ao trem.

20140207_094423

20140207_094447

Para comprar o ticket é só selecionar a língua desejada, optar pelo “single ticket” ou “day ticket” para as zonas A, B e C que incluem o aeroporto e o centro da cidade.

20140207_09380120140207_093813

Aparecerá o valor do ticket que quando fui custou € 7.20 transporte nessas zonas para o dia todo (já que tinha chego bem cedo na cidade). Você pode selecionar que quer comprar mais de um ticket e efetuar o pagamento com dinheiro ou cartão.

20140207_093906

20140207_093828

Ao chegar na plataforma do trem é só validar o ticket nas maquininhas localizadas ali mesmo, pois elas marcam o dia de utilização do bilhete. Depois disso, carregue junto com você o tempo todo, pois em caso de fiscalização é só apresentar o bilhete validado pela máquina.

20140207_100241

Para o albergue é só pegar o Airport Express RE7 ou RE14 até Alexanderplatz. Após isso, siga as sinalizações do U-Bahn que te levará para o metrô. Terá que descer algumas escadas, andar um pouco e pegar a linha U8 em direção a Wittenau. A segunda estação já será a Rosenthaler Platz que fica em frente ao albergue.

20140207_105538 20140207_105602

 

 

 

 

Ficamos num quarto duplo com banheiro compartilhado. Viajamos em Fev/2014 e chegamos numa sexta antes do horário do check in, porém eles permitiram que fôssemos para o quarto antes.

O quarto era amplo e quando cheguei a cama já estava feita (o que não é comum em vários albergues). Colchão e roupa de cama confortáveis e banheiro separado do chuveiro no corredor. Realmente não tenho do que reclamar.

DSC_0004

Os funcionários são super simpáticos e na recepção você pode alugar Ipad, notebook, bicicleta e até um cartão de transporte válido para qualquer transporte nas áreas centrais A e B pelo preço de € 4.50/pessoa/dia. Como alugamos no final de semana, foi cobrado o valor de € 4.50/pessoa pelo final de semana todo. Mais barato do que comprarmos nas máquinas nas estações.

Também oferece buffet de café da manhã por € 5.00, porém como tinha uma “padaria” em frente, optei por comer lá, já que estava morrendo de saudade de mil e um tipos de pães fresquinhos. Mas aproveitei para jantar dois dias no restaurante do hostel e adorei a comida.

20140208_195253 20140209_192824

 

 

Hospedagem em Munique – Wombat’s Hostel

Na viagem para Áustria e Munique que fizemos em Dez/2013 ficamos hospedados no albergue Wombat’s Munich. Dormimos 04 noites num quarto para 06 pessoas. Como chegamos cedinho, antes do check-in, deixamos nossas mochilas num local onde dava para guardar as malas, porém não era trancado e não era individual, tinham apenas prateleiras onde você podia deixar seus pertences lá.

Wombat-s-City-Hostel-Munich-in-Muenchen

Fica localizado num bairro que achei um pouco barulhento e escuro, porém tem uma localização ÓTIMA, já que é praticamente ao lado da estação de trem e muito próximo ao Karlsplatz. Portanto é fácil ir a pé ao centro, tem mercado e vários restaurantes, padarias, lojas e shopping bem próximos. Também tinha wifi em todo albergue com conexão boa e estava bem limpo.

34513921

Achei o quarto bem amplo para 06 pessoas com um banheiro (chuveiro e privada juntos) dentro de cada quarto. Ou seja, você dividirá somente com as pessoas de dentro do seu quarto, o que é muito bom. Por outro lado, é ruim por causa do barulho e para nós, mulheres, que temos que dividir com homens (em quartos mistos). Tem banheiros femininos e masculinos no corredor também (sem chuveiro).

DSC_0657

O que achei ótimo é que cada cama tem sua luz e tomada individuais (me irrita muito ter que brigar por tomada)! Isso facilita muito carregar a bateria do celular e da câmera. Além disso, o quarto ainda tem uma mesa grande e cadeiras para você conseguir analisar seus mapas. Os armários ficam dentro dos quartos e são trancados com os cartões de acesso.

Não tomei café da manhã lá, mas tinha bastante coisas por € 3,90/pessoa. Ali perto é possível tomar café em padarias com pães fresquinhos, por isso preferi ir cada dia num lugar diferente ali perto. A noite o bar ficava bem agitado.

20131212_081030

No albergue tinha uma área que ADOREI e achei ótima com redes, sofás, plantas e bem clara para quem quisesse ficar descansando ou conversando.

20131213_083531

Achei o hostel barulhento, mas como eu tenho sono pesado não me atrapalhou. Acredito que seja por causa do perfil da cidade, pois diferente de Salzburgo, Munique é uma cidade grande onde a maioria quer ficar bebendo (e muito) até tarde. Além disso, em um dos dias tinha um jogo importante (aparentemente) de futebol por lá, pois notei pessoal com uniformes de times em vários lugares da cidade. Portanto, com certeza isso contribuiu com a bagunça.