Dia 3 – Munique

O terceiro dia na cidade foi bem tranquilo, mas andamos bastante. Apesar da cidade não ser tão pequena, se você estiver acostumado a andar bastante, consegue fazer várias coisas a pé. Fomos ao English Garten pela manhã. Estava frio, mas ensolarado, portanto seguimos para o parque. É um dos maiores parques urbanos do mundo e em outras épocas, com um calorzinho, o beer garden de lá fica lotado.

Perto do Chinese Tower também tinha um Mercado de Natal, porém bem pequeno. Estava cheio de crianças pequenas em excursões para aproveitar aquela sexta ao ar livre. O parque é lindo e você consegue passar o dia lá.

20131213_112537_Richtone(HDR)

DSC_0989 DSC_0996

DSC_0969

Atravessamos o parque e fomos para a Leopoldstrasse, avenida com restaurantes, cafés e lojas. Andamos por lá voltando em direção ao centro (saímos do centro e atravessamos o parque, porém na volta ao invés de voltarmos pelo parque novamente, decidimos voltar por essa avenida). Passamos pela escultura do Walking Man e pelo Siegestor, arco triunfal com uma estátua no topo.

DSC_1001 DSC_1008

DSC_1005

Paramos para almoçar no Mercado de Natal Medieval que tínhamos visitado no dia anterior e que comentei no outro post. Estava bem vazio por causa do horário e por ser dia de semana. Comi um pão sírio com frango, curry e sour cream que vinha numa cumbuca (deixei um valor como depósito e depois que devolvi a cumbuca, eles devolveram o dinheiro). Já o Klaus comeu um espeto grande com carne de porco enrolado com pão.

DSC_1030 DSC_1031

DSC_1018

DSC_1021

Logo depois nos dirigimos para o Deutsches Museum (custo € 8,50/pessoa e não aceita cartão), um dos mais antigos museus de ciência e tecnologia do mundo. Ficamos umas boas horas por lá até fechar, quando nos dirigimos para o centro novamente para andarmos mais.

DSC_0065

DSC_0008 DSC_0051

DSC_0041 DSC_0053

20131213_153945

Aproveitamos para passar na estação de metrô Karlsplatz, pois conhecemos um austríaco no albergue no dia anterior que nos contou que estava em Munique para compras de final de ano, então aproveitei para perguntar onde tinha um supermercado legal na cidade para que eu pudesse comprar bolachas e chocolates típicos da Alemanha. Ele me aconselhou então ir até Karlsplatz e descer as escadas, como quem vai em direção ao metrô. Ali embaixo tem muitas lojas, restaurantes e uma loja de departamento super legal, onde tem um supermecado bacana onde encontrei bastante coisas em promoção. Adorei, pois até então só tinha encontrado supermercado simples no bairro do albergue.

20131213_100221 20131213_094601

20131213_094120

Dia 2 – Munique

Em nosso segundo dia resolvemos comprar o ticket diário para pegarmos transporte público. Compramos os bilhetes na máquina na estação de trem Hauptbahnhof que era ao lado do nosso albergue e custou € 10,60/até 05 pessoas (isso mesmo, você não leu errado, pois compramos um tipo de bilhete que é válido para até 05 pessoas por esse preço).

Já havia feito uma pesquisa e o site Sunday Cooks é excelente e me ajudou muito com informações de metrô em Munique. Há ônibus, trams e metrôs, esses divididos em U-Bahn (linhas mais centrais da cidade) e S-Bahn (linhas que dão acesso a pontos mais distantes do centro, exemplo aeroporto).

metromunich02-450x319

Quando cheguei à estação tinham 02 tipos de máquinas para se comprar ticket. Um deles é mais comum de se achar na estação Hauptbanhof, por poder comprar também passagens para outras cidades. Caso você compre nessa máquina que vende todos os tipos de bilhetes (para dentro e fora da cidade), então selecione a língua desejada na parte inferior da tela e clique na parte MVV para comprar o passe apenas para Munique.

20131213_091255

20131212_091611

Feito isso selecione o tipo de ticket que você quer comprar. No meu caso, cliquei no “all-day tickets”, pois utilizaria transporte público o dia todo.

20131212_091646

Depois selecione quantos bilhetes você quer. No meu caso era para meu marido e eu, portanto “Partner all-day tickets” apenas para um dia. Mas tem também passe válido para três dias.

20131212_091724

Selecione a zona que você vai utilizar. Como eu só andaria nos locais mais centrais, selecionei o “Inner zones”. Já aparece no canto direito da tela o período que é válido, para quantas pessoas o ticket é válido (note que está escrito 05 pessoas) e o valor.

20131212_091737

Em estações menores e próximos dos pontos dos trams, por exemplo, você encontrará outra máquina onde dá para comprar também passagens de transporte público, porém apenas para dentro da cidade.

20131212_093009

É bem mais simples. Selecione a língua desejada no canto superior direito da tela. Feito isso, selecione o tipo de ticket que você deseja comprar. No meu caso “Day tickets” (há também um tipo de ticket combinado que dá descontos em pontos turísticos, mas como não teria muito tempo, acabei não comprando).

20131212_092927

Depois disso, escolha a quantidade de pessoas e depois a área que precisará do transporte público. Pronto! Praticamente o mesmo processo.

20131212_092935

20131212_092950

Se for pegar metrô, olhe os letreiros que indicam as estações finais de cada linha, a plataforma, quantos minutos o trem demorará e quantos vagões há. Além disso, em trens para os subúrbios é necessário se atentar qual vagão você tem que pegar. Isso porque pode ser que no meio do caminho apenas alguns vagões sigam caminho para o destino final da linha. Mas não se preocupe que tem tudo desenhado (literalmente) nos painéis.

Em frente ao Hauptbahnhof pegamos o tram 17 até a estação Schloss-Nymphemburg. O palácio foi a residência de verão dos governantes da Baviera e possui um jardim bem bonito com quatro palácios pequenos, mas que infelizmente estavam fechados. Custo € 6,00/pessoa.

DSC_0704

DSC_0675 DSC_0669

DSC_0681 DSC_0697

Depois voltamos para Haupbahnhof e pegamos o metrô para a estação Olympiazentrum (pegamos o metrô U2 até Scheidplatz e trocamos para o U3). Visitamos o BMW Welt and Museum. Estão expostos vários carros no BMW Welt e ao passar por uma passarela, você chega ao museu. Custo € 9,00/pessoa.

DSC_0820 DSC_0826

DSC_0730

DSC_0732 DSC_0764

DSC_0792 DSC_0803

DSC_0744

Ali do lado fica o Olympiapark, local que sediou os Jogos Olímpicos em 1972. Andamos um pouco por ali, já que estava um dia lindo.

DSC_0832 DSC_0852

DSC_0837

Como já estávamos famintos, voltamos para o centro e fomos almoçar no Hofbräuhaus, cervejaria típica da cidade que tem bandinha tocando e muita cerveja e porco. Meu marido pediu o canecão de cerveja e o famoso joelho de porco de lá que vem servido com dumpling de batata. Já eu pedi um outro prato de porco e um refrigerante. Para sobremesa ele ainda conseguiu comer uma torta de maçã. Custo € 40,00/casal.

DSC_0862 DSC_0864

DSC_0866 DSC_0854

Passamos no Königsplatz, praça com importantes museus da cidade, e também andamos na região passando em frente de mais museus e pinacotecas da cidade.

DSC_0870 DSC_0872

DSC_0877 DSC_0875

Fomos visitar depois outro Mercado de Natal, porém dessa vez um medieval que ficava atrás do Odeonsplatz. Adoramos! Todas as pessoas que trabalhavam nas barraquinhas vestidas como antigamente, algumas comidas típicas daquela época e também barracas vendendo carimbos e armaduras.

Também vimos os tradicionais chocolates em forma de ferramentas, mas muito caprichados, pareciam até ferramentas de verdade. E algumas comidas eram servidas em cumbucas no mesmo esquema do vinho quente. Você pagava um depósito junto com o valor da comida, e no final você tinha a opção de ficar com a cumbuca ou devolvê-la e pegar seu depósito de volta. Mercado de Natal super diferente e aprovado!

DSC_0896

DSC_0885 DSC_0889

DSC_0907

DSC_0918

DSC_0923

Dia 1 – Munique

Na viagem que meu marido e eu fizemos para Salzburg, Innsbruck e Munique no começo de Dez/2013, deixamos 03 dias inteiros para Munique e 01 para Fussen. Deu tempo de conhecer a cidade, porém não com tantos detalhes como gostaríamos.

Assim que chegamos bem cedinho de Innsbruck na estação de trem, fomos até o albergue para deixarmos nossas mochilas. Feito isso, tomamos café e pegamos um mapa no centro de informações localizado ao lado da estação de trem da cidade.

Seguindo pela avenida da estação de trem, chegamos ao centro da cidade. Passamos por Karlsplatz (onde fica o Karlstor que era um dos portões principais da muralha da cidade medieval) e andamos na Neuhauser Strasse cheia de lojas, lojas de departamento e shoppings.

DSC_0275 DSC_0281
DSC_0638 DSC_0282Chegamos em Marienplatz, que é o centro e coração da cidade onde fica o Neues Rathaus (hoje prefeitura da cidade). Todo dia às 11h e 12h (e no verão também às 17h) ocorre uma apresentação de carrilhão e com uns bonequinhos se mexendo no prédio da prefeitura. Achei bem sem graça, mas se estiver por lá essa hora, vale a pena conferir por uns minutinhos.

Em Marienplatz também ocorria o Mercado de Natal principal da cidade, com muita barraquinha espalhada vendendo comida e bebida típica e decorações natalinas.

DSC_0285

DSC_0288

Ali pertinho visitamos as igrejas Frauenkirche e Peterkirche, além do Viktualienmakt (famoso market com um beer garden e várias barracas e lojas vendendo comida e bebida). Paramos para almoçar sopa típica num dos locais lá (a minha com salsicha e do meu marido com fígado – eles adoram fígado lá, então vale perguntar qual é a carne antes de comprar – custo de 02 sopas e 02 refrigerantes € 10,90). Depois disso meu marido comeu um sanduíche com carne de porco e torresmo (custo € 4,90) que estava divino!!!

Achamos um barraquinha 100% vegan e adoramos! Compramos chips de maçã e cookies de laranja, mas tinha muita coisa deliciosa lá. Gostamos, pois meu marido é totalmente intolerante a lactose.

DSC_0352 DSC_0362

DSC_0384 DSC_0385

DSC_0390 DSC_0379

Após isso, fomos conhecer o Hofbräuhaus, um beer hall tradicional, bem popular entre os locais e estrangeiros, localizado em Platzl com várias áreas como restaurante, beer garden e salões. Almoçamos lá em nosso segundo dia.

DSC_0401

DSC_0411 DSC_0403

Fomos então em direção à Maximilian Strasse, ao Max-Joseph Platz onde se encontram o Teatro de Munique e o The Munich Residenz, o maior palácio residencial na Alemanha e que foi sede dos governantes da Baviera por mais de 400 anos. Lá compramos entradas não só para entrarmos nele, como também para conhecermos o teatro de lá (custo € 10,50/pessoa).

DSC_0424 DSC_0425

DSC_0443

DSC_0509 DSC_0525

DSC_0506

DSC_0544

Lá também havia outro Mercado de Natal que preferi mais do que o principal da cidade. Isso porque era menor e mais aconchegante, além de ter uma área destinada a crianças que era super bonitinha. Gostamos tanto que voltamos lá à noite para jantarmos e para eu comer sobremesa na minha barraca preferida =)

DSC_0578 DSC_0574

DSC_0621

Logo encostado ao Residenz encontram-se o Hofgarten e o Odeons Platz.

DSC_0601

DSC_0599 DSC_0612

DSC_0633

Ao voltarmos para o albergue andamos pelos diversos calçadões, vendo as ruas todas iluminadas e agitadas, cheias de lojas.

Hospedagem em Munique – Wombat’s Hostel

Na viagem para Áustria e Munique que fizemos em Dez/2013 ficamos hospedados no albergue Wombat’s Munich. Dormimos 04 noites num quarto para 06 pessoas. Como chegamos cedinho, antes do check-in, deixamos nossas mochilas num local onde dava para guardar as malas, porém não era trancado e não era individual, tinham apenas prateleiras onde você podia deixar seus pertences lá.

Wombat-s-City-Hostel-Munich-in-Muenchen

Fica localizado num bairro que achei um pouco barulhento e escuro, porém tem uma localização ÓTIMA, já que é praticamente ao lado da estação de trem e muito próximo ao Karlsplatz. Portanto é fácil ir a pé ao centro, tem mercado e vários restaurantes, padarias, lojas e shopping bem próximos. Também tinha wifi em todo albergue com conexão boa e estava bem limpo.

34513921

Achei o quarto bem amplo para 06 pessoas com um banheiro (chuveiro e privada juntos) dentro de cada quarto. Ou seja, você dividirá somente com as pessoas de dentro do seu quarto, o que é muito bom. Por outro lado, é ruim por causa do barulho e para nós, mulheres, que temos que dividir com homens (em quartos mistos). Tem banheiros femininos e masculinos no corredor também (sem chuveiro).

DSC_0657

O que achei ótimo é que cada cama tem sua luz e tomada individuais (me irrita muito ter que brigar por tomada)! Isso facilita muito carregar a bateria do celular e da câmera. Além disso, o quarto ainda tem uma mesa grande e cadeiras para você conseguir analisar seus mapas. Os armários ficam dentro dos quartos e são trancados com os cartões de acesso.

Não tomei café da manhã lá, mas tinha bastante coisas por € 3,90/pessoa. Ali perto é possível tomar café em padarias com pães fresquinhos, por isso preferi ir cada dia num lugar diferente ali perto. A noite o bar ficava bem agitado.

20131212_081030

No albergue tinha uma área que ADOREI e achei ótima com redes, sofás, plantas e bem clara para quem quisesse ficar descansando ou conversando.

20131213_083531

Achei o hostel barulhento, mas como eu tenho sono pesado não me atrapalhou. Acredito que seja por causa do perfil da cidade, pois diferente de Salzburgo, Munique é uma cidade grande onde a maioria quer ficar bebendo (e muito) até tarde. Além disso, em um dos dias tinha um jogo importante (aparentemente) de futebol por lá, pois notei pessoal com uniformes de times em vários lugares da cidade. Portanto, com certeza isso contribuiu com a bagunça.