Dia 3 – Berlim

Aproveitamos que o Berlin Wall Memorial Site (Gedenkstätte Berliner Mauer) era próximo ao hostel e fomos caminhando até ele. Localizado na Bernauer Strasse, esse memorial contém o último pedaço do Muro de Berlim com os fragmentos preservados por trás dele. É uma exposição ao ar livre com fotos e histórias principalmente de pessoas que tiveram suas vidas interrompidas ou alteradas por causa do Muro, como pessoas que tentarem escapar ou que foram separadas de suas famílias, por exemplo.

DSC_0657

DSC_0658

Há uma parte em que você pode subir numa construção e olhar por cima como era a estrutura da fronteira naquela época. Por isso, o local é capaz de fazer você se envolver mais e entender como foi esse período para a população que morava ali.

Depois de ler tantas histórias de pessoas que passaram e sofreram nesse período (que é até bem recente), subir e ver como realmente era a construção, o que separou e mudou as vidas de várias pessoas, foi bem triste.

DSC_0659

 

DSC_0674

Depois disso caminhamos até o Mauerpark onde ocorre um Mercado de Pulgas aos domingos e aproveitamos que estava um dia super agradável para andarmos e olharmos esse mercado que é famoso. O mercado não é tão grande, mas tem bastante coisas para quem gosta.

DSC_0679 DSC_0688

Saindo do parque fomos direto para a Berlin Cathedral (Berliner Dom) que é belíssima. Pagamos € 7/pessoa para visitarmos lá dentro e subirmos ao domo (estudante tem desconto). Fiquei muito impressionada com a arquitetura dela por fora, achei muito bonita mesmo. Fomos até o domo onde pudemos ter a vista de toda a cidade, porém não achei uma cidade bonita para se ver de cima.

DSC_0703

 

DSC_0730

DSC_0752 DSC_0765

 

 

 

 

DSC_0756

DSC_0772

DSC_0774 DSC_0773

Fomos então para o Museums Island (Museumsinsel), ilha que abriga cinco museus: Altes, Neues, Alte Nationalgalerie, Bode e Pergamonmuseum. Infelizmente não tivemos tempo de visitá-los, o que ficará para uma próxima visita à cidade. Obs: Os comércios não abrem aos domingos, mas os museus ficam abertos!

DSC_0820

DSC_0698 DSC_0791

 

DSC_0798 DSC_0817

 

DSC_0811

No dia seguinte meu vôo já era cedinho e não daria tempo de aproveitar. Meu marido, que foi a uma viagem a trabalho, conseguiu ficar mais uns diazinhos na cidade.

DSC_0829

 

 

Anúncios

Dia 2 – Berlim

No segundo dia pela manhã fomos ao Parlamento (Deustcher Bundestag – Reichstagsgebäude) e passamos pela estação de trem principal da cidade, Hauptbahnhof, para pegar um trem que ia direto para a estação de Bundestag.

DSC_0266

DSC_0272

DSC_0277

A visita interna do Parlamento é gratuita, mas deve ser previamente agendada pelo site deles. Ha três tipos de visitas que você pode optar pelo site. Escolhemos apenas a visita ao domo que é feita com guia de áudio.Parlamento

No site você deve escolher o tipo de visita que deseja e colocar quantas pessoas deseja agendar.

Parlamento2

 

Depois disso abrirá uma tela com várias semanas onde você deve selecionar primeiro a semana da data que pretende ir e só depois o dia que deseja ir. Quando clicar no dia que pretende ir aparecerá várias opções de horários. Escolha 03 opções de datas/horários em ordem de preferência. Após isso preencha seus dados pessoais que eles te mandarão um email com a confirmação da sua visita. Imprima a carta recebida no email e se programe para chegar lá 15 minutos antes do horário marcado com um documento com foto.

Parlamento3

Você passa pelo raio X e é acompanhado até o elevador que te leva direto ao domo. Lá é possível pegar o áudio que te guiará na visita. Fiquei realmente encantada com o domo do Parlamento. É super moderno e lindo! Há aproximadamente 360 espelhos que ajudam a regular a iluminação do prédio e a quantidade de luz no plenário.

DSC_0299

DSC_0334Existe uma grade lá dentro que se movimenta conforme a luz do sol, ajudando assim a regular a intensidade de luz do interior.

DSC_0300

Após percorrer todo o caminho você chega ao topo que é aberto, pois dessa forma ajuda a regular a temperatura dentro do Parlamento. Além disso, em dias de chuva a água é coletada e reciclada.

DSC_0338

 

DSC_0359

Já no terraço é possível ter uma bela vista da cidade, onde o áudio te explica as construções que podem ser observadas de lá.

Saindo do Parlamento fomos ao Brandenburg Gate (Brandenburger Tor) que fica próximo de lá, um dos mais importantes monumentos da cidade onde de um lado se encontra o Parque Tiergarten e do outro lado a famosa avenida Unter den Linden. Em cima do arco há uma escultura de quatro cavalos (quadriga) levando a Deusa da Vitória. Ali mesmo fica a Pariser Platz, com restaurantes, cafés e hotéis.

DSC_0391

DSC_0411

Caminhamos pela cidade em direção ao Holocaust Memorial (Holocaust-Gedenkstätte), memorial das vítimas judias do holocausto que foi aberta ao público em 2005. É uma área de 19.000 m² que contém 2.711 blocos de concretos e um centro de informação gratuito que conta essa trágica história.

DSC_0437

DSC_0465 DSC_0458

 

DSC_0490 DSC_0489

 

Andamos por ali e fomos para o Sony Centre localizado no Potsdamer Platz. É um complexo que contém apartamentos, escritórios, restaurantes e entretenimentos. O lugar é super bonito, moderno e bem movimentado.

DSC_0518 DSC_0537

Seguindo e caminhando pela região fomos ao Topography of Terror (Topographie des Terrors), um centro de informações localizado no lugar que se encontrava a sede da Gestapo e da SS (Exército de Elite alemão). Ainda é possível ver alguns escombros das construções originais e do muro que dividia as Alemanhas.

DSC_0543

DSC_0547 DSC_0562

 

 

 

 

DSC_0563

DSC_0566

Mais para frente visitamos o Checkpoint Charlie, ponto mais conhecido da fronteira entre a Alemanha Oriental e Ocidental onde diplomatas, jornalistas e visitantes costumavam ser autorizados a entrar em Berlim Oriental com um visto de um dia. Além disso, tanques americanos e soviéticos se encontraram durante a Crise de Berlim. Ali também se encontra atualmente o Mauer Museum.

DSC_0574

DSC_0582

Nesse local turístico é possível pagar para eles carimbarem seu passaporte com carimbos antigos da fronteira. Eu aconselho que caso queiram fazer isso, a levarem um passaporte antigo e não válido, pois como não se trata de um carimbo oficial, você pode ter problemas futuros em alguma imigração. Há diversos relatos na internet de pessoas que carimbaram nas últimas folhas do passaporte atual e mesmo assim tiveram problemas.

DSC_0587 DSC_0588

Seguindo pela Friedrich Strasse passamos no Gendarmenmarkt, praça que abriga o Konzerthaus (sala de concertos) e as catedrais Francesa e Alemã.

Mais a frente chegamos na Bebelplatz e andamos pela Unter den Linden e voltamos para o hostel.

DSC_0617

DSC_0635
DSC_0639

 

Dia 1 – Berlim

Viajamos para Berlim no começo de Fev/2014 e ficamos apenas 03 dias. Realmente não é o tempo ideal para ver toda a cidade (não conseguimos entrar nos museus), mas infelizmente era o tempo que tínhamos e tentamos aproveitar o máximo. Como era inverno, estava escurecendo cedo, portanto caso você vá no verão ou na primavera, provavelmente conseguirá aproveitar mais.

DSC_0034

Chegamos ao nosso albergue, que expliquei nesse post aqui, quase na hora do almoço. Saímos então para conhecer Alexanderplatz, onde fica o relógio com os horários do mundo todo, a Galeria Kaufhof e o shopping Alexa. Paramos para almoçar no Alexa e descansarmos um pouco.

DSC_0027 DSC_0018

 

 

 

 

 

Reparem que nos faróis de pedestres há os famosos bonequinhos dizendo que você pode atravessar ou se deve parar. Pela cidade você encontrará souvenirs deles vendendo nas lojas.

DSC_0019 DSC_0021

 

 

 

 

 

Após o almoço fomos em direção a torre de TV Berliner Fernsehturm. Optamos por não subir, mas é possível comprar o ingresso e ter uma visão 360 da cidade. Caso queira, também há um restaurante no topo da torre. Na mesma praça visitamos a igreja Marienkirche e a belíssima fonte Neptunbrunnen com Neptuno ao centro e quatro mulheres a seu redor representando os quatro principais rios da Prússia. Ao lado pudemos avistar o Berliner Rathaus, prefeitura da cidade.

DSC_0038

DSC_0057

DSC_0061

Andamos até Nikolaiviertel, que ficava de um lado da praça, onde se encontra a igreja Nikolaikirche, além de vários restaurantes e bares tradicionais alemães. É muito gostoso andar por aquelas ruazinhas olhando a movimentação e admirando os lugares. Imagino como deve ser gostoso passar uma tarde de verão ali com todas aquelas mesinhas e o pessoal animado tomando seu chopp.

DSC_0068

DSC_0082

Já do outro lado da praça que se encontra o Neptunbrunnen está o Dom Aquaree, complexo com vários restaurantes, lojas, escritórios, hotel, Sea Life e o Aqua Dom (aquário cilíndrico de 25 metros de altura, localizado no saguão de um hotel no complexo. Possui um elevador transparente as pessoas podem subir e descer no meio do aquário -acesso pago). ADORO aquários, mas confesso que fiquei mega decepcionada com o Aqua Dom. Esperava mais…. achei meio sem graça que nem fiquei com vontade de subir.

DSC_0116

Após isso, pegamos o metrô para Warschauer Str. e seguimos para Oberbaum Bridge que atravessa o rio Spree. É considerada um dos marcos históricos de Berlim, já que liga dois bairros divididos pelo Muro de Berlim.

Logo ao lado percorremos o Berlin Wall (Berliner Mauer East Side Gallery), 1,3km de pinturas no muro, sendo assim o monumento da queda do muro de Berlim. Foi realmente muito interessante visitar o muro tão conhecido e tão cheio de história.

DSC_0193

DSC_0144

DSC_0171 DSC_0158

 

DSC_0224

DSC_0220

 

 

 

 

 

DSC_0207 DSC_0227

 

 

 

 

Passamos pelo O2 World e na frente dele pudemos ver uma obra do Romero Britto. Depois pegamos transporte na estação Ostbahnhof um pouco mais a frente. Não é a principal estação da cidade, mas é uma estação grande e possui armários para deixar as malas caso necessário.

DSC_0175

DSC_0234

Nos dirigimos depois para o outro lado da cidade para visitar Kaiser Wilhelm Gedächtnis Kirche (Kaiser Wilhelm Memorial Church) próximo das estações Kurfürstendamm (U-Bahn ou Zoologischer Garten (U-Bahn ou S-Bahn). Chegando lá você avistará duas construções: uma moderna e outra mais antiga. A mais antiga é a igreja original construída por volta de 1890, porém ela foi danificada por um bombardeio em 1943. Já a igreja nova foi construída em meados de 1960.

DSC_0250

DSC_0240 DSC_0256

 

A região é bem agitada com muitas lojas, ruas movimentadas e muitas propagandas iluminadas. Ali na mesma regiao fica o famoso KaDeWe, uma loja de departamento super famosa e uma das mais importantes do país. Foi inaugurada em 1907 e até hoje é conhecida e visitada por milhares de pessoas. Há um food hall enorme com muita coisa gostosa para ver e comer, poderia ficar horas por lá. Apenas um detalhe… a maior parte do comércio em Berlim não abre aos domingos, portanto se programe para as comprinhas nos outros dias.

20140207_175341

Hospedagem em Berlim – The Circus Hostel

Passamos 03 dias em Berlim e optamos pelo albergue The Circus localizado em Mitte. Ele possui excelente localização com metrô na porta (literalmente),  a uma distância de 02 estações de Alexanderplatz e próximo a pontos turísticos, restaurantes/bares nos arredores, bar/lanchonete no térreo, wifi gratuito, além de ter boa estrutura e facilidades. Você também pode optar ficar no hotel ou alugar apartamento da mesma rede na mesma região.

DSC_0012

DSC_0009

Uma das coisas que me fez também reservar quarto nesse albergue foi a quantidade de informações no site deles. Não tive que procurar em lugar nenhum sobre como chegar do aeroporto de Schönefeld até ele, pois tem até um videozinho explicando TUDO! Veja o site.

Saindo do desembarque, siga as placas de “S” de S-Bahn. Você terá que percorrer por uma passarela coberta até chegar ao trem.

20140207_094423

20140207_094447

Para comprar o ticket é só selecionar a língua desejada, optar pelo “single ticket” ou “day ticket” para as zonas A, B e C que incluem o aeroporto e o centro da cidade.

20140207_09380120140207_093813

Aparecerá o valor do ticket que quando fui custou € 7.20 transporte nessas zonas para o dia todo (já que tinha chego bem cedo na cidade). Você pode selecionar que quer comprar mais de um ticket e efetuar o pagamento com dinheiro ou cartão.

20140207_093906

20140207_093828

Ao chegar na plataforma do trem é só validar o ticket nas maquininhas localizadas ali mesmo, pois elas marcam o dia de utilização do bilhete. Depois disso, carregue junto com você o tempo todo, pois em caso de fiscalização é só apresentar o bilhete validado pela máquina.

20140207_100241

Para o albergue é só pegar o Airport Express RE7 ou RE14 até Alexanderplatz. Após isso, siga as sinalizações do U-Bahn que te levará para o metrô. Terá que descer algumas escadas, andar um pouco e pegar a linha U8 em direção a Wittenau. A segunda estação já será a Rosenthaler Platz que fica em frente ao albergue.

20140207_105538 20140207_105602

 

 

 

 

Ficamos num quarto duplo com banheiro compartilhado. Viajamos em Fev/2014 e chegamos numa sexta antes do horário do check in, porém eles permitiram que fôssemos para o quarto antes.

O quarto era amplo e quando cheguei a cama já estava feita (o que não é comum em vários albergues). Colchão e roupa de cama confortáveis e banheiro separado do chuveiro no corredor. Realmente não tenho do que reclamar.

DSC_0004

Os funcionários são super simpáticos e na recepção você pode alugar Ipad, notebook, bicicleta e até um cartão de transporte válido para qualquer transporte nas áreas centrais A e B pelo preço de € 4.50/pessoa/dia. Como alugamos no final de semana, foi cobrado o valor de € 4.50/pessoa pelo final de semana todo. Mais barato do que comprarmos nas máquinas nas estações.

Também oferece buffet de café da manhã por € 5.00, porém como tinha uma “padaria” em frente, optei por comer lá, já que estava morrendo de saudade de mil e um tipos de pães fresquinhos. Mas aproveitei para jantar dois dias no restaurante do hostel e adorei a comida.

20140208_195253 20140209_192824