Rasnov, Bran e Snagov

Logo de manhã já pegamos a estrada de novo e depois de aproximadamente 40 minutos dirigindo chegamos a Rasnov e fomos visitar o forte de lá. Colocamos o gps para o centro da cidade e depois fomos dirigindo em direção a montanha. Têm placas até o estacionamento gratuito de lá, então não precisa se preocupar em se perder. Compramos ticket para um trenzinho que nos levou até o forte, mas é possível fazer o percurso andando, pois não é muito longe, mas é uma subida. O trajeto do trenzinho durou menos de 5 min.

Compramos o ticket para o forte onde a vista era linda!!! Mas o forte parece bem maior lá de baixo do que lá em cima mesmo. Confesso que fiquei um pouco decepcionada, pois além de não ser grande, algumas placas informativas não estavam em inglês, então não entendemos…. mas a vista valeu a pena.

Depois dirigimos por mais 15 min por estradas que tiraram meu fôlego e chegamos ao castelo de Bran que só abria às 12h (segunda-feira). Na cidade tem alguns estacionamentos com placa de Bran Castle, então opçoes não faltam. Pagamos 5 lei a hora.

Horário de funcionamento em out/15

  • Baixa temporada (01/10 a 31/03): Segunda das 12h às 16h e Terça a Domingo das 9h às 16h.
  • Alta temporada (01/04 a 30/09): Segunda das 12h às 18h e Terça a Domingo das 9h às 18h.

Compramos os tickets do castelo e fomos fazer a visita que foi legal, mas a parte interna não é tão bonita como o Peles. É um castelo interessante, pois fala do Drácula e sua fama.

O Drácula foi criado em 1897 pelo escritor irlandês Bram Stoker em um romance de mesmo nome. O autor escolheu então a região da Transilvânia para sua história e as pessoas começaram a associar o personagem Conde Drácula, o vampiro, com Vlad Tepes que era um príncipe na região e conhecido como Impalador Drácula. Ele possuía esse apelido, pois ele tinha o hábito brutal e sanguinário de punir seus inimigos impalando-os, e o Drácula vinha do seu pai Vlad Dracul.

Depois seguimos para Snagov onde paramos o carro no estacionamento no final da rua (só tinha um senhorzinho pedindo uma caixinha) e atravessamos a ponte que levava para Snagov.

A entrada custou 15 lei e confesso que achei muito caro para o que é. Dizem que o corpo do Dracul está lá, mas não sei se acredito muito nisso não.

Mais 30 min e estávamos no aeroporto para devolvermos o carro e partirmos para Bucareste.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s