Esquiando pela Primeira Vez

Em fevereiro fui esquiar pela primeira vez e tive muita dificuldade em achar informações, pois não sabia nem o que tinha que procurar, já que não tinha ideia do que era preciso para essa viagem.

Portanto, vou tentar colocar tudo detalhado nesse post para ajudar as pessoas, que como eu, farão uma viagem para esquiar pela primeira vez.

  • Onde ir

Pois é…. existem milhares de lugares para esquiar. Devo escolher um resort? Cidade? Como é a locomoção? Preciso alugar carro? Enfim… como já conhecia a cidade de Innsbruck (contei nesse post aqui), na Áustria, e sabia que havia um funicular (trenzinho) que saía do centro da cidade para uma das montanhas da região chamada Nordkette, achei mais prático (e seguro) ir para lá. Decisão acertada para uma primeira viagem de esqui.

Innsbruck é uma cidade adorável e possui nove áreas de ski ao seu redor. Ficamos em apenas duas delas e todo acesso foi muito fácil. Por isso, vou deixar tudo detalhado aqui sobre meu roteiro.

Há também a região de Salzburg na Áustria que possui uma região de resorts. Minha chefe vai todo ano com a família para o Ski Amade. A área possui vários resorts e você precisa escolher em qual deles ficará. Geralmente o transporte entre o hotel e a área de esqui é feita por ônibus.

Depois de decidida a cidade, pesquise se existem ônibus que te levam da porta do hotel para a área de esqui. Caso decida alugar um carro, verifique com a locadora o suporte para prender os equipamentos de esqui em cima do carro, pois eles são bem compridos e podem não caber dentro do carro, dependendo do tamanho que você alugará.

  • O que levar na mala

Top para usar embaixo da camiseta.

Camiseta de manga comprida que comprei na Decathlon e que tinha uma absorção muito boa, não ficamos nada molhados. Também era fácil de lavar e secava rápido.

Wed'ze flow fit women's top

Jaqueta para Esqui. Eu tenho essa jaqueta aqui que não é para esqui, mas que atendeu super bem (ainda uso ela em outras viagens). Mas existem jaquetas próprias para esqui que você pode comprar ou alugar. Qual a diferenca da minha jaqueta para uma específica para esqui? A de esqui tem um elástico dentro (que fica na altura da cintura) que não deixa entrar neve. Eu não senti a diferença, pois não estava nevando horrores quando fui e não caí muito, então não entrou neve.

Wed'ze micarve women's ski jacket

Proteção para pescoço. O meu é esse aqui e achei importante para os dias de muita neve ou frio.

Wed'ze reverse ski scarf

Eu não senti necessidade de gorro nem faixa para cobrir a orelha, pois o capacete protegeu bem minha cabeça do frio, mas tem gente que gosta de usar. Quando você pega mais velocidade também é legal levar uma máscara para cobrir o rosto, mas como eu ainda estava com aulas junto com as criancinhas (hehehe) não achei necessário.

Calça de ginástica/ leggings ou bermuda. Meu marido usou bermuda por baixo da calça de esqui e eu usei uma calça de ginástica. Evite usar calças grossas como de moletom ou jeans por exemplo, pois elas podem molhar com a neve e ficarem pesadas, incomodando você.

Calça de esqui que você pode comprar ou alugar como eu fiz.

Wed'ze evoslide women's ski trousers

Luvas de esqui que comprei na Decathlon.

Adult Ski gloves

Meias de esqui que também comprei na Decathlon.

Wed'ze ski socks - dream heat

Óculos de esqui e/ou óculos de sol, pois quando não está nevando e você ainda está nas aulas básicas, pode usar o óculos de sol mesmo.

Ski Goggles

Não esqueça do protetor solar, protetor labial e algo para amarrar o cabelo.

Eu levei tudo isso na mala (exceto a calça de esqui) e deixei para alugar lá as botas de esqui + esquis + capacete + calça de esqui.

  • Áreas de Esqui

Cada estação de esqui é diferente da outra, então vou dar dois exemplos de estações que foram os lugares que visitei em Innsbruck.

Nordkette: Para ir da cidade até essa estação de esqui era necessário pegar um funicular (trenzinho) que saía de Congress e ia até Hungerburg – como você pode ver no mapinha abaixo.

Nordkette

Depois do funicular era necessário pegar um cable car (bondinho) de Hungerburg até Seegrube onde estava a maior parte das pistas de esqui (inclusive as pistas para iniciantes). Além das pistas lá em Seegrube ainda tinham cadeiras para tomar um solzinho e relaxar com a vista deslumbrante das montanhas, um restaurante e um Igloo Bar (funcionava apenas as sextas durante o inverno – verifique os horários e dias de funcionamento antes de ir). No verão há pistas de caminhada na montanha.

Nordkette

Nordkette

Você ainda podia pegar outro cable car (bondinho) de Seegrube até Hafelekar onde ficavam as pistas para os hiper mega experientes, outro restaurante e tinha um visual 360 graus que é de cair o queixo e vale super a pena!

Nordkette Nordkette Nordkette Nordkette Nordkette Nordkette

Patscherkofel: Para ir da cidade para essa outra estação de esqui era preciso pegar o ônibus J que tinha seu ponto de partida em Nordkette e seu ponto final em OlympiaExpress, passando pelo centro da cidade. Esse ônibus era gratuito para quem estava com equipamentos de esqui. Para quem não estava com equipamentos o valor era €2.70/pessoa e podia ser pago direto para o motorista.

Patscherkofel

O mapa acima mostra duas opções onde você pode acessar as áreas de esqui.

Opção 1) Desça no ponto Patscherkofelbahn e pegue o cable car (bondinho) vermelho até Bergstation. Lá em cima há um restaurante e acesso as pistas do Snowpark. Note que para descer para as pistas lá em baixo (onde tem a seta da opção 2) é necessário pegar o bondinho vermelho novamente até o ponto inicial e depois pegar um ônibus até OlympiaExpress (opção 2) OU descer esquiando.

Patscherkofel

Opção 2) Desça no ponto OlympiaExpress (nesse caso pegue o ônibus J com nome OlympiaExpress, e NÃO Patscherkofelbahn). Já terá acesso as pistas da parte de baixo da imagem. Para acesso ao Snowpark lá em cima na figura, é necessário pegar os lifts (teleféricos) que dão acesso as pistas na parte superior. Caso vá uma primeira vez lá sugiro optar por essa opção no primeiro dia.

Patscherkofel

Patscherkofel

Bom… então para chegar a essas áreas de esqui temos que pegar algumas opções de transportes: ônibus, funicular (trenzinho) e cable car (bondinho). Para acesso as pistas de esqui é necessário pegar os lifts. Existem vários tipos de lifts que são os meios que te levam para os topos das pistas de esqui para que você desça esquiando: pode ser uma esteira, um teleférico, um bastão que você segura e te puxa para subir a pista, um bondinho, etc.

Assim que chegar na área de esqui escolhida peça o Ski Pass. Esse passe te dá direito a chegar nas pistas e esquiar por lá. Ou seja, dá direito ao funicular, cable car e lifts para esquiar até as pistas fecharem – fique atento com os horário de fechamento das área de esqui, pois esses lugares que fui, por exemplo, fechavam por volta das 16h.

Quando fomos a Nordkette o Ski Pass custava €38/dia + €2 pelo cartão (valor esse que era reembolsado com a devolução do cartão no último dia). Já em Patscherkofel o ski pass custava €35/dia + €2 pelo cartão. Se você chega mais tarde, os preços são um pouco mais baixos. Tabela de valores de Norkette 2015/2016 abaixo.

Nordkette Ski Pass

E como funciona esse passe? Você receberá um cartão que te dará acesso livre a área. Ao utilizar um lift você precisará chegar perto da catraca com o cartão e ela abrirá para você. Por isso sempre deixe o cartão num bolso da jaqueta, pois os sensores já identificam o cartão do bolso mesmo, assim você não precisa nem tirar o cartão do bolso.

  • Pistas

Existem diferentes tipos de pistas: pistas onde os iniciantes tem aulas, pistas para iniciantes (cor azul), pistas intermediárias (cor vermelha) e pistas para os mais experientes (cor preta).

Uma das áreas de esqui que fomos foi a Patscherkofel – pistas na imagem abaixo:

Patscherkofel

A pista azul sem número (e que tem uma menininha desenhada) onde está escrito “Kinderlift” é onde tivemos nossa aula. Onde está a letra “C” é onde tinha a esteira para subirmos a pista menor de treino e onde muitas crianças estavam treinando também. Já onde tem a letra “H” é um outro lift onde tinha um bastão que tínhamos que segurar e éramos puxados para o topo da outra pista de treino também.

Patscherkofel Kids

As pistas azuis são de iniciantes e as vermelhas são as intermediárias. Não existe uma regra ou métrica para elas serem classificadas como azuis ou vermelhas. Existem lugares (como Patscherkofel, por exemplo) que as pistas azuis são bem difíceis para iniciantes e isso acontece em várias outras áreas de esqui também. Como saber então se consigo descer? Veja se alguém mais experiente vai primeiro e te diz a dificuldade da pista ou pergunte ao instrutor.

Patscherkofel Beginners

Já as pistas pretas são para os MUITO experientes. Além disso, ainda existem algumas pistas que nem aparecem nos mapas e os esquiadores profissionais ou super mega master blaster experientes vão nelas. Meu instrutor me disse que lá do topo da Nordkette tem “pistas” não demarcadas que são uma das mais difíceis do mundo. Prefiro ficar com as criancinhas mesmo……..

Nordkette

Atenção, não pegue o lift se você não tiver certeza que é capaz de descer a pista esquiando, pois existem lifts que você pode pegar para subir, mas não é possível descer por ele. Ou seja, se você subir de lift, terá que descer de algum jeito… ou seja, esquiando. Por isso, cuidado! Não dá para pensar “vou subir, tirar uma foto e voltar”, pois não é possível descer pelo lift em muitos dos casos. Na dúvida pergunte antes para os funcionários do local.

Nordketee Nordkette

  • Planejando os gastos

Mas o que preciso saber (e gastar) nessa viagem?

Equipamento: Você precisará alugar botas de esqui (paguei aprox. €10/dia) + esqui (aprox. €20/dia) + poles (já incluso no preço) + capacete (aprox. €5/dia) + óculos (aprox. €4/dia). Os óculos podem ser comprados em lojas como Decathlon, pois eles são baratos se você não optar pelos profissionais.

Die Boerse

Foto do site da loja Die Boerse onde alugamos os equipamentos

Roupas: Você precisará de meias de ski + calça ou bermuda (eu usei calça de academia e meu marido usou uma bermuda embaixo da calça de esqui) + calça de esqui (podem ser adquiridas em lojas como Decathlon, pois são baratas ou podem ser alugadas – eu aluguei pois ela é um trambolho para carregar – paguei aprox. €8/dia) + topblusa de manga comprida + jaqueta de ski (Como já comentei eu levei minha jaqueta, mas caso não tenha pode alugar na loja por aprox. €8/dia) + luvas (comprei na Decathlon também, pois são baratas, mas podem ser alugadas por aprox. €4/dia) + cachecol + protetor de orelha, máscara para o rosto e gorro (eu não levei, pois não estava tão frio para a máscara do rosto e não usei gorro, porque o capacete protegeu minha cabeça do frio).

Aulas: Como era minha primeira vez eu contratei um instrutor por meio dia (2.5h) por dois dias e achei que foi ótimo, fez toda a diferença, ainda mais para pessoas que, como eu, são super medrosas. Consulte na escola do lugar que você irá esquiar se há aulas de turmas já formadas para aquela semana, pois aulas em grupo são muito mais em conta (algo em torno de €50 em Nordkette). Como mais duas pessoas que viajaram comigo queriam aulas contratamos um professor particular. Nossos custos: Instrutor por 2.5h para uma pessoa €140 + adicional por ser alta temporada €15 + 2 pessoas adicionais €30 (€15 por pessoa adicional) = €185 por 2.5h de aula para 3 pessoas. Quanto mais gente fizesse aula com a gente, ficaria mais barato para cada um.

Ski Pass: Você precisará pagar o Ski Pass que te dá acesso as pistas de ski. Nós ficamos hospedados perto do cable car (bondinho) que levava para a estação de esqui e o Ski Pass incluía cable car (quantas vezes quiséssemos usar no dia) + funicular que levava até a cidade + lifts para as pistas. Pagamos €38/dia/pessoa + €2 pelo cartão (valor esse que era reembolsado quando devolvíamos o cartão).

Refeições e Gastos Extras: Nós almoçamos nos restaurantes das área de esqui que estávamos. Meu marido e eu gastamos entre €20 e €30/refeição/casal. Outro gasto era o armário (caso você tenha que trancar algo) que custava €2/armário. Verifique na área de esqui que você vai se o lugar possui armário, pois nem todos os locais possuem isso.

Nordkette Nordkette

Transporte: No nosso caso em Innsbruck, praticamente não precisamos pagar transporte. Isso porque ao chegarmos no aeroporto o pessoal da loja que alugamos os equipamentos foi nos buscar lá, depois nos levaram até a loja deles e depois nos deixaram na casa que tínhamos alugado já com os equipamentos de esqui – explico melhor isso no próximo post. Quando estávamos com os equipamentos podíamos usar os ônibus de graça. Mas quando fomos para a cidade (quando fomos num restaurante, por exemplo) pagamos €2.70/pessoa. Se você estiver com um grupo de 5 pessoas pode comprar um ticket com 5 passes que custa €10 em Innsbruck.

Carro: Não sentimos necessidade de alugarmos carro onde estávamos pela facilidade de tudo ao redor. Porém, fomos para um spa em nosso último dia, então alugamos um carro só por um dia. Alugamos um carro grande (para 7 pessoas) na Hertz por aprox. €130 + seguro adicional (opcional). Retiramos na cidade e devolvemos o carro no aeroporto, conciliamos a devolução do carro com o horário do nosso vôo de volta. Pagamos aprox. €12 de combustível por esse dia que usamos o carro.

Seguro Viagem: Bom, seguro viagem é sempre importante e é sempre algo que pagamos, mas que não queremos nunca usar. Para viagens como essa que incluem esportes de inverno é realmente muito importante contratarem um seguro que inclua esses esportes.

Obs: Valores pagos em fevereiro de 2016.

  • O que levar para a estação de esqui

Dependendo da facilidade e distância da sua hospedagem até a área de esqui, você não precisará levar nada. Nós saíamos de casa com toda nossa roupa de esqui, já calçando as botas de esqui também e com o equipamento e poles nas mãos. O cartão do Ski Pass, carteira, celular e protetor solar ficavam nos bolsos das calças e jaquetas, então não era necessário levar mais nada.

Quando a estação for um pouco mais longe, você poderá levar as botas de esqui e deixar para calcá-las lá. Assim, você pode deixar seus sapatos nos armários que geralmente as estações possuem – só confirme antes, pois há lugares que NÃO possuem armários. Isso porque as botas de esqui são um tanto quanto incômodas.

Como esse post já está bem grande, vou deixar para falar do roteiro e hospedagem em Innsbruck no próximo post.

Anúncios

Uma resposta em “Esquiando pela Primeira Vez

  1. Pingback: Innsbruck – Roteiro de Esqui e Hospedagem | Passaporte para o Mundo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s