Dia 1 – Praga

Pegamos o trem às 16h30 em Viena e éramos para chegar em Praga às 21h21. Porém, houve um acidente envolvendo o trem em frente ao nosso e chegamos 0h45 na cidade. A viagem só passou rápido, pois fizemos amizades no trem, conversamos e demos boas risadas no caminho.

Chegando lá nossa impressão não foi das melhores. A estação estava deserta e meu amigo foi procurar um banheiro. Enquanto esperávamos ele na porta (do lado de dentro) da estação, fomos expulsos de lá de uma forma não muito gentil pelo segurança local. Passado isso fomos procurar um táxi, ficamos andando e nada. Até que surge um taxista, porém precisávamos de 2 táxis, já que tinha mais gente que queria. Ele então ligou para um colega que chegou à porta da estação quase voando, de tão rápido que estava.

Entramos no táxi e liguei o gps para ver o quanto seríamos enrolados. Os taxistas em Praga têm a fama de não serem os mais honestos, porém de madrugada, sem ninguém na rua, estávamos felizes por termos encontrado um taxista. Lógico que ele deu a maior volta, mas chegamos salvos no flat e pagamos €20 com o taxímetro ligado. Ainda bem que o flat que alugamos tinha uma recepção 24h ali do lado!

No dia seguinte acordamos cedinho e fomos tomar café da manhã num café ali próximo. Andamos pelas ruazinhas de Staré Mestro (Old Town) onde estávamos hospedados e passamos ao lado da famosa Charles Bridge.

 

 

 

 

 

 

 

 

Seguimos então para a principal praça da cidade Staromestske Namesti (Old Town Square) onde fica o relógio astronômico que a cada hora faz uma apresentação nas suas badaladas, Hus Monument, Igreja Sv Mikulás, a igreja Týnský, Kinský Palace, vários restaurantes, lojinhas, museus, etc.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Partimos então para o bairro de Josefov, andando por todas as suas ruas e passando também pelas suas diversas sinagogas. Entramos apenas na Spanish Synagogue que é muito bonita e vale a visita.

Perto cemitério Old Jewish fica a rua Parizská com suas lojas de grife e mais sinagogas.

 

Andamos por ali até a Powder Tower e voltamos para a praça central para almoçarmos por lá mesmo. Sei que esses restaurantes costumam ser meio “pega-turista”, mas o ambiente estava tão gostoso por lá que decidimos arriscar. Não lembro o nome do restaurante com mesinhas do lado de fora, mas o joelho de porco que pedi estava muito bom, porém o preço foi mais carinho do que outros lugares.

Depois decidimos ir até a loja de departamento My que fica na rua Národní, já que tinha um supermercado Tesco grande para fazermos umas comprinhas. Finalizamos a noite andando mais por Staré Mesto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s