Roteiro do Leste Europeu

No final do mês de agosto fiz uma viagem para o Leste Europeu com meu marido e um casal querido de amigos. A viagem foi bem tranquila e deliciosa que agora só de lembrar dá aquele aperto no coração de saudade. Passamos por lugares lindos, comemos muito bem e nos divertimos demais!

???

Todos sempre falavam sobre a beleza do leste europeu, mas essa viagem realmente me surpreendeu.

Budapeste foi uma agradável surpresa, cidade linda, limpa, organizada, fácil de andar (a pé ou de transporte público), agitada e tudo super bem conservado. Sua moeda é o forinte húngaro (HUF), mas as lojas aceitam euro, porém o câmbio nem sempre é favorável. Cartões de crédito e débito são facilmente aceitos (American Express é mais difícil de aceitarem).

DSC00870 DSC01125

Viena é linda e onde você olha tem uma construção de cair o queixo. Também é fácil de andar e possui bom transporte público, fácil de usar. Além disso, a gastronomia é maravilhosa, porém a cidade é cara, já que é uma das mais ricas da Europa. Lembre-se de reservar sempre mesa em seus disputados restaurantes, pois a cidade é cheia de vida e vive com as mesas lotadas.

DSC01418 DSC01633

Deu tempo de fazermos um bate-e-volta a Bratislava que também tem seu charme. Andar e se perder pelas ruas com suas construções bonitas valeu a pena.

DSC02119

Praga é belíssima, cheia de história e com arquitetura de tirar o fôlego onde quer que você olhe. Dá para ficar dias se perdendo pelas suas ruazinhas só admirando cada detalhe. Não achei necessidade utilizar transporte público, pois o interessante e recomendável é conhecer tudo a pé, pois além de ser tudo próximo, você não corre o risco de perder nenhum detalhe. Come-se e bebe-se bem gastando pouco, principalmente se você fugir do centrão turístico. A moeda é a coroa tcheca, mas você também consegue usar euro com o câmbio não tanto favorável. Por isso indico levar sempre um pouco da moeda local.

DSC02462

Nosso roteiro foi:

02 noites em Budapeste

04 noites em Viena – fizemos um bate e volta para Bratislava

04 noites em Praga

Se tivesse mais tempo, teria ficado um dia a mais em Budapeste para visitar com mais calma e relaxar nos banhos termais que infelizmente não deu tempo de irmos.

???????????????????????????????

Nossa locomoção foi a seguinte:

Budapeste – Viena: pegamos um trem para Viena que demorou aprox 03h.

Viena – Bratislava: fizemos um bate-e-volta para Bratislava, ida de barco com duração aproximada de 01h30 e volta de trem de mais ou menos 01h.

Viena – Praga: pegamos um trem novamente que era para demorar 04h50, porém por falha técnica e um acidente com o trem na frente do nosso, demoramos pouco mais de 08h.

Os detalhes para compra de passagens dos trens, detalharei no próximo post.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s